A Saúde no Brasil

a_saude_no_brasil A faxineira da minha tia me perguntou hoje como foi minha cirurgia e ficou surpresa de eu já poder andar. Expliquei pra ela que não eram feitos cortes externos e que por isso a recuperação era rápida. A resposta dela me matou:

“Vocês são muito chiques, agente tem é que rasgar mesmo”

Então ela me explicou que um parente dela fez a mesma cirurgia, mas que cortaram o sujeito inteiro. Isso é uma grande burrice!

Se você pode fazer uma cirurgia de forma não tão intrusiva – eu sei que é possível fazê-la no caso de um cálculo renal, o meu foi o maior já visto em todos os hospitais que passei – por que não fazer? O custo da cirurgia é muito menor, não requer internação e o equipamento está disponível e qualquer hospital.

Ou esses médicos estão ficando burros ou estão querendo acabar de vez com o SUS.

Aproveitando a deixa da saúde, os hemocentros do Brasil inteiro estão precisando de doadores de sangue. Em Minas Gerais você pode procurar o Hemominas, no resto do Brasil, basta olhar o site da Anvisa que tem o endereço de todos os Hemocentros do país.

10 ideias sobre “A Saúde no Brasil”

  1. Grande Post, Pedro, muito bom.
    O SUS é isso mesmo: mistura de péssimo com pior, desperdício de recursos, desrespeito pelo cidadão. Um horror.
    bjs

  2. Pois é, Lucia, mas será que não seria uma boa privatizar ele? Já chegou até onde podia nas mãos do governo. Tou cansado de ver gente morrendo em fila de hospital =/

  3. Pingback: Butuca Ligada
  4. Pedro,

    Geralmente o SUS não paga os procedimentos mais modernos de cirurgia. Deve ser esse o motivo da diferença entra a sua cirurgia e o do parente da sua empregada.

    O custo de uma cirurgia menos invasiva na maioria das vezes é maior que os mais invasivos. Isso por causa dos instrumentos e da técnica que o cirurgião tem que aprender.

    Isso no geral… quanto à sua cirurgia não posso afirmar com certeza. Mas deve ser sim esse o motivo.

  5. Carlos, como eu disse no próprio artigo, o custo da cirurgia menos invasiva nesse caso é óbviamente menor. Além de já disporem do equipamento, não requer internação.
    Usam a cirurgia “à moda antiga” por pura burrice mesmo.

  6. Eu acredito numa privatização, como melhoria na saúde, assim, como tudo no Brasil, depois da Privatização melhorou e muito.
    Doação de sangue: eu creio que deveria ser um procedimento livre, espontâneo, mas como nesse pais tudo é feito à moda brasileira, pq esses doadores cadastrados não têm uma prioridade a mais, como por exemplo, não ficar horas, dias e /ou meses esperando uma consulta, eu creio que com um incentivo deste, os bancos de sangue jamais passariam por esses problemas (falta de sangue). E a população é que sairia ganhando. Eu mesmo fui doador em um banco particular, nossa que diferença, eu tinha até assistência médica, ao passo que no SUS, eles não pagam nem a passagem.

  7. é isso aew pessoal…se o Brasil dependesse de nós q “sabemos” como são as dificuldades…estariamos com um país muito melhor!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *