Pontos negros no Mapa ou a ausência de internet

Obs: Este post era pra ter sido publicado dia 19/12/2008, mas devido a um problema no servidor, só me dei conta tarde demais que ele não estava no ar.

Primeiro dia direito na Inglaterra e vim acompanhar a patroa no trabalho. Ela no segundo piso e eu, depois de 2h andando, encontrei um lugar em que posso assentar e trabalhar, desde que compre algo e só tem bebidas alcoólicas. Tudo bem, posso viver com isso, mas com a ausência de internet não.

Vim para cá feliz da vida, com um modem 3G na mochila e meu celular que também funciona em 3G por aqui (graças ao Buda que me emprestou sua linha telefônica enquanto fica curtindo o calor no Brasil). No ônibus de Londres para Birmingham a velocidade estava excelente, 850kbits. Agora, dentro deste pseudo-shopping, tenho que conviver com essa nuvem de frio que me impede de usar internet.

Explico: como aqui é frio demais para todo mundo (porra nenhuma, estou usando um sobretudo levinho – o mesmo que tentaram me roubar – e mais nada e me aguento bem lá fora) todas as construções e afins são vedadas demais para evitar que o calor saia ou que o frio entre, esse tipo de coisa. Com isso, nada de celular funcionar dentro dos lugares e sem celular, sem internet. É claro que o único ponto wi-fi aberto é pago, mas não acho informação alguma sobre como pagar para usar.

Chopp de 1L

Um singelo “copinho” de chopp (esse foi no dia 22/12, na rua mesmo)

Pelo menos o chopp é bom, um tal de Foster’s que eu nunca tinha tomado, apesar de custar £2,85 (quase R$10 por 500ml). É bom que eu encontre logo uma cadeira em outro lugar que o telefone funcione, se não vou acabar virando alcoólatra 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *